Acompanha caneta Por mais que se publiquem livros e teses de teologia, existe um livro que jamais poderá ser alterado ou excluído da vida da Igreja. Este livro é a Bíblia Sagrada, esta é a nossa única regra de fé e prática e nela encontramos diretrizes para toda nossa caminhada com Deus. Enquanto muitos teólogos que com o tempo se distanciaram das Escrituras Sagradas, nós afirmamos e reafirmamos que ela é literalmente a Palavra de Deus e não encontramos nesta qualquer resquício de erro, pois entende-se que se trata da vontade perfeita de Deus, e o Eterno em sua perfeição não há possibilidade de haver erro em sua Palavra. A Bíblia é o verdadeiro farol do cristão, tudo deve ser permeado e avaliado por ela, atitudes, negócios, família, vida cristã, conduta etc. Em muitos lugares devida a perseguição e intolerância religiosa temos a proibição de sua publicação, entretanto homens de grande coragem e amor a Deus arriscam e muitas vezes perdem suas vidas para ensina-la e leva-la consigo. As Escrituras na história já passou por momentos de trevas, principalmente quando esteve sob poder da igreja católica apostólica romana, quando a mesma proibia sua leitura e para isso não a traduzia na linguagem acessível ao povo. Isso acabou quando grandes homens como Tyndale, Huss, Wycliffe e Lutero lutaram para que a Escritura fosse lida pelo povo simples e sem conhecimento teológico. Posteriormente grandes heróis tiveram a coragem de ensina-las ao povo de forma correta como Calvino, Theodore Beza e John Knox, homens que colocaram sua vida em risco para que hoje o cristão pudesse ter acesso à Escritura Sagrada e entender a Palavra que vem de Deus. Hoje temos em nosso país uma quantidade grandiosa de Bíblia